Aprenda a meditar, excelente video

MSG

Quem Somos

Somos pessoas que acreditam na liberdade de expressão, pessoas que possuem a mente aberta e que independente da raiz estelar que podemos ter vindo, acreditamos que todos somos 1, Amamos a fonte Criadora, amamos a Natureza e a viva mãe Gaia (Terra), não possuímos qualquer placa religiosa por entender que as pessoas se unem pelo amor e não pela placa, no final das contas somos meros 22 gramas nem mais nem menos, o que importa eh a luz que conseguimos irradiar.
Acreditamos sim ter nossas raízes vinda das Plêiades, mas acima disso, acreditamos no poder do infinito onde entendemos que somos mágicos e que a vida tanto na terceira dimensão como em outras eh sempre uma lição a qual vamos sempre aprender coisas novas e fazer novos amigos/irmãos.
Bem Vindos ao Blog dos Plêidianos com AMOR os Saudamos sintam-se em casa.
Luara, Graciano, Priscila e Raquel
❥✫✫✫...¸.•°*”˜˜”*°•.ƸӜƷ ...❥✫✫..¸.•°*”˜˜”*°•.ƸӜƷ ♥ ░░ ♥ ♪ღ♪ ❥✫✫✫...¸.•°*”˜˜”*°•.ƸӜƷ ...❥✫✫..¸.•°*”˜˜”*
Dica: Ouçam nossa playlist ;)


Seja Feliz !

Seja Feliz !
Seja Feliz !

domingo, 30 de setembro de 2012

DESABAFO DIVINO


“Pára de ficar rezando e batendo o peito! O que eu quero que faças é que saias pelo mundo e desfrutes de tua vida. Eu quero que gozes, cantes, te divirtas e que desfrutes de tudo o que Eu fiz para ti.Pára de ir a esses templos lúgubres, obscuros e frios que tu mesmo construíste e que acreditas ser a minha casa. Minha casa está nas montanhas, nos bosques, nos rios, nos lagos, nas praias. Aí é onde Eu vivo e aí expresso meu amor por ti. Pára de me culpar da tua vida miserável: Eu nunca te disse que há algo mau em ti ou que eras um pecador, ou que tua sexualidade fosse algo mau.O sexo é um presente que Eu te dei e com o qual podes expressar teu amor, teu êxtase, tua alegria. Assim, não me culpes por tudo o que tefizeram crer. Pára de ficar lendo supostas escrituras sagradas que nada têm a ver comigo. Se não podes me ler num amanhecer, numa paisagem, no olhar de teus amigos, nos olhos de teu filhinho... Não me encontrarás em nenhum livro! Confia em mim e deixa de me pedir. Tu vais me dizer como fazer meu trabalho? Pára de ter tanto medo de mim. Eu não te julgo, nem te critico, nem me irrito, nem te incomodo, nem te castigo. Eu sou puro amor.Pára de me pedir perdão. Não há nada a perdoar. Se Eu te fiz... Eu te enchi de paixões, de limitações, de prazeres, de sentimentos, de necessidades, de incoerências, de livre-arbítrio. Como posso te culpar se respondes a algo que eu pus em ti? Como posso te castigar por seres como és, se Eu sou quem te fez? Crês que eu poderia criar um lugar para queimar a todos meus filhos que não se comportem bem, pelo resto da eternidade? Que tipo de Deus pode fazer isso?Esquece qualquer tipo de mandamento, qualquer tipo de lei; essas são artimanhas para te manipular, para te controlar, que só geram culpa em ti. Respeita teu próximo e não faças o que não queiras para ti. A única coisa que te peço é que prestes atenção a tua vida, que teu estado de alerta seja teu guia. Esta vida não é uma prova, nem um degrau, nem um passo no caminho, nem um ensaio, nem um prelúdio para o paraíso. Esta vida é o único que há aqui e agora, e o único que precisas. Eu te fiz absolutamente livre. Não há prêmios nem castigos. Não há pecados nem virtudes. Ninguém leva um placar. Ninguém leva um registro. Tu és absolutamente livre para fazer da tua vida um céu ou um inferno. Não te poderia dizer se há algo depois desta vida, mas posso te dar um conselho. Vive como se não o houvesse. Como se esta fosse tua única oportunidade de aproveitar, de amar, de existir. Assim, se não há nada, terás aproveitado da oportunidade que te dei. E se houver, tem certeza que Eu não vou te perguntar se foste comportado ou não. Eu vou te perguntar se tu gostaste, se te divertiste... Do que mais gostaste? O que aprendeste? Pára de crer em mim - crer é supor, adivinhar, imaginar. Eu não quero que acredites em mim. Quero que me sintas em ti. Quero que me sintas em ti quando beijas tua amada, quando agasalhas tua filhinha, quando acaricias teu cachorro, quando tomas banho no mar.Pára de louvar-me! Que tipo de Deus ególatra tu acreditas que Eu seja?Me aborrece que me louvem. Me cansa que agradeçam. Tu te sentes grato? Demonstra-o cuidando de ti, de tua saúde, de tuas relações, do mundo. Te sentes olhado, surpreendido?... Expressa tua alegria! Esse é o jeito de me louvar. Pára de complicar as coisas e de repetir como papagaio o que te ensinaram sobre mim. A única certeza é que tu estás aqui, que estás vivo, e que este mundo está cheio de maravilhas. Para que precisas de mais milagres? Para que tantas explicações? Não me procures fora! Não me acharás. Procura-me dentro... aí é que estou, batendo em ti.”
http://wwwjaneladaalma.blogspot.com/search?updated-max=2012-01-13T04:48:00-02:00&max-results=2

WAKE UP CALL - CHAMADO PARA ACORDAR DOS PLEIDIANOS

VIDEO LEGENDADO POR MIM, PRISCILA, O VIDEO CONTEM UM PEQUENO RESUMO DO QUE ACONTECCEU COM A TERRA E O QUE ESTA POR VIR, EH UM CHAMADO PARA FAMILIA DA LUZ ENVIADO PELOS PLEIDIANOS.
ENJOY


PARTE 1 PARTE 2 PARTE 3

terça-feira, 11 de setembro de 2012

O que é Tantra?


Esta é uma das páginas mais importantes do site, portanto leia e veja se você consegue entender e sentir o que lê. Leia quantas vezes achar necessário. Esta é a base para todo o resto do site.

Normalmente as definições de Tantra que você encontra por aí,são mais ou menos assim:

A raiz sânscrita da palavra Tantra é: "Tan" – que significa expansão e "tra"- liberação, ou"tanoti" e "trayati". Assim, podemos interpretar a palavra Tantra como o caminho da libertação através da expansão. Juntamente com as definições acima, você também encontrará muita referência ao sexo espiritual.

Mas é muito difícil definir o Tantra em palavras. Seria o mesmo que tentar definir o que é amor, você saberia dizer?

Tantra é um mistério, uma descoberta,é a expansão da mente, do corpo e da alma. É viver em harmonia com a força da vida que está ao redor e dentro de nós.O Tantra não é para ser entendido intelectualmente, é para ser vivido, experimentado.

Mas, de alguma forma, vamos tentar explicar:


No ocidenteé muito comum confundir"Tantra" somente com posições sexuais, orgasmose técnicas sexuais. É claro que o sexo faz parte do tantra, afinal o sexo faz parte da vida.

Tantra é um modo de vida. Tantra é viver e aproveitar a vida em seu máximo, sem barreiras, com a mente livre do passado e das expectativas do futuro.

Tantra é muito mais uma atitude em relação à vida, do que crenças, comportamentos ou regras. No Tantra não há dogmas sobre a maneira certa de se fazer as coisas. Não tem manual, desempenho, e nenhumscript que você tenha que seguir.

O Tantra diz "sim" a tudo o que é.

Em nossa sociedade e cultura, somos ensinados a racionalizar nosso modo de viver, fazer julgamentos sobre o que é certo ou errado e lutar contra aquilo que não está de acordo com nossas "expectativas".

O Tantra em contraste a tudo isso, nos ensina a aceitar tudo o que está acontecendo e fluir nisso sem stress.Expandindo nossa consciência e, movendo nossa energia através de tudo o que a vida nos apresenta.

Tudo é sagrado, e o Tantra lhe diz "dê boas vindas" a todos os seus mais "loucos" pensamentos, desejos e sentimentos. Isso significa amar todas as partes de você mesmo e aprender com elas. Não se julgue "mau" ou qualqueroutra coisa, mas aprenda quem você é, se aceite!

E para quem é o Tantra?


Tantra é para pessoas corajosas, adultas, de coração aberto, confiante e aventureiro, que questionam, buscam o inexplorado, o prazer da incerteza, a emoção do desconhecido e a experiência direta.

Transferência de energia



Sempre que corpos se unem, num beijo, num abraço ou até num simples toque, ocorre uma troca energética. Se a união é sensual, num beijo ou num ato sexual, a liberação energético-informativa hormonal que ocorre estimula todas as células do corpo e torna a transferência energética muito mais intensa. A relação sexual é uma troca íntima de fluidos vitais, hormônios e energia sutil. O clímax, no orgasmo, é o ápice na formação de um vínculo energético. Cria-se uma memória energética celular comum, um evento energético que liga permanentemente os dois parceiros. Desse ponto de vista, não há sexo seguro, pois sempre há troca e vínculo energéticos que fazem com que o parceiro permaneça em nós. E esse vínculo se torna mais profundo ainda quando a relação sexual se faz durante o período menstrual feminino.
Dessa forma, como dentro da experiência sexual há uma troca química, hormonal e energética profunda, se o ato sexual é efetuado com pessoas fora de sintonia com a nossa freqüência pessoal, todo o“lixo” daquela pessoa virá como um “presente de grego”, desarmonizando a nossa vibração. Em vez disso, é preferível explorar a energia sexual através da masturbação ou simplesmente observar quando a excitação sexual surge e decidir não fazer nada com ela, ou incorporá-la através de exercícios de pranayama.


Sem amor, porque querer nos ligar permanentemente a alguém que pouco ou nada conhecemos. O verdadeiro amor não é possessivo e não busca incessantemente o sexo, pois por si só já é desapegado e já é fonte inesgotável de prazer. Falar de amor com o coração não é falar de mim ou do outro, mas falar de nós. O coração une, o cérebro separa. Atualmente, quando se fala de amor, se fala de satisfação de carências do ego. Ama-se com o cérebro e não com o coração.

Não mais se ocupa o ser na busca de soluções existenciais ou em ações criativas ou artísticas. Não se busca mais o novo nem se vive o agora. Estamos mergulhados numa rotina oca e repetimos o que a moda dita. Ser atraente sexualmente e “livre” é a moda atual e vive-se na busca de valores sensoriais. Na falta de uma maneira mais profunda de se viver, se mergulha no prazer dos sentidos como uma fuga, e o sexo é o maior desses prazeres. A sexualidade, que deveria ser uma ponte a níveis mais elevados de consciência, perde-se no instinto e no apego sensorial, e erra o alvo correto que deveria ser a espiritualidade e a ligação espiritual entre dois seres.




E esse apego sensorial ao sexo é tão envolvente e viciante que, se baseando na verdade de que o amor não aprisiona e afirmando que “amo a todos os seres”, muitas pessoas, que se dizem “espiritualizadas” e amorosas, aplacam a sua insaciável sede de prazer sexual e sensual. Grande auto-indulgência. Não são capazes ainda de olhar, verdadeiramente, para si mesmas, e assim justificam a sua promiscuidade e prisão aos sentidos numa aparência de “alta espiritualidade”.

Não se busca a interiorização, o autoconhecimento, mas vive-se aprisionado no mundo exterior, mergulhado num ambiente repleto de agentes estressores causadores de doenças físicas, emocionais e mentais. E são esses fatores que dificultam a troca energética, mesmo na existência de um amor verdadeiro entre um casal.
A nível sexual, a disfunção erétil (impotência), a ejaculação precoce e a frigidez feminina estão cada vez mais freqüentes. A ansiedade, o medo e as culpas são as causas mais comuns desses transtornos, que bloqueiam importante quantidade de energia a nível mental e emocional. Esses sentimentos e emoções desequilibram o SNA, estimulando o simpático e inibindo o parassimpático, causando os sintomas físicos.



Para a grande maioria da humanidade, a energia sexual, descarregada no momento do orgasmo, revitaliza e limpa o organismo, desfazendo bloqueios e tensões. Dessa forma, ela é importante para o bem estar físico. Quando o ato sexual é feito, não como modo de satisfazer a libido, mas como uma comunhão profunda, um dar e receber mútuo, com o tempo se consegue experimentar a unidade. É uma experiência sagrada, onde ocorre o casamento dos aspectos físicos e espirituais do casal. Necessária àqueles que ainda não experimentaram essa unidade com o Universo, essa descarga energética não é mais necessária ao bem-estar pessoal àqueles já em unicidade com o Todo.
“Se você estiver se movendo no Tantra, então nenhum outro amor deve ser permitido, do contrário ele dissipa a energia. Mas sempre que vocês quiserem fazer amor, tenham certeza de que têm tempo suficiente. Não deve ser com pressa. Não deve ser como trabalho. É um jogo, brincadeira, e estas energias são tão sutis que, se vocês estiverem com pressa, nada acontece. O Tantra não é um fragmento. Você não pode praticá-lo a menos que crie a situação. Ele é como uma flor...[deve-se] jogar a semente, cuidar da planta, regá-la e estar continuamente atento a ela, sendo cuidadoso, protetor. Então, um dia, de repente, a flor do Tantra irá acontecer”.


Mohan Chandra Rajneesh – Osho














Com o passar do tempo, não conseguiremos mais nos aproximar de eventuais parceiros que não estejam operando na mesma vibração energética, simplesmente porque não ficará mais confortável: as vibrações não serão harmônicas. Tanto faz se a aproximação seja um simples toque, um abraço, beijo ou uma relação sexual. Com a prática, sempre com o mesmo parceiro evolutivo, os orgasmos vão ficando cada vez mais longos e intensos, porque o corpo físico começará a suportar, cada vez mais, as altas freqüências energéticas geradas, até que, em alguma ocasião, se experimentará um êxtase divino: encontrar-se-á a Deus.

Mais info em:

http://www.viagemastral.com/gva/viewtopic.php?f=9&t=6884

http://pistasdocaminho.blogspot.com.br/2009/12/transmutacao-da-energia-sexual-1-parte.html

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

TRECHO DO LIVRO: MENSAGEIROS DO AMANHECER

Link para download do livro: AQUI

Comecem a perceber que a porção de vocês que opera fora da lógica
lhes está ensinando alguma coisa. Está dando a vocês, em primeira mão, a
experiência de como a maioria da população opera e o que terão que fazer
para atingir os outros. É bem fácil mudar para a intuição e operar através
dela, completamente entregue; contudo, se não possuissem a dualidade da
compreensão através da mente lógica, com o passar do tempo se tornariam
muito impacientes com o resto da humanidade.
Os seres humanos foram controlados por frequência durante muito
tempo. Acostumaram-se tanto à frequência controladora, a mente lógica
desenvolveu-se tanto recentemente, que existe muito medo e desconfiança -
uma parte negra do ser tão controlada que amedronta as pessoas, impedindoas
de chegar até ela e acreditar que é possível receberem informações por si
mesmas. Se imaginarem as entidades que modularam a maneira pela qual os
seres humanos transmitiam suas frequências rearranjando o seu DNA, além
de criar várias cenas e eventos neste planeta - e canalizando o resultado
desta energia psíquica através de vários portais em direção ao espaço, por
razões particulares - verão aquilo que estão combatendo.
Existem seres querendo que vocês, e o planeta inteiro, funcionem
unicamente através da lógica - uma lógica aterrorizante. O melhor conselho
que podemos lhes dar, nesta situação, é que usem esta mesma lógica.
Digam: "Estou sendo lógico agora, observando o que faz minha mente
lógica. Ela está querendo assumir o controle. Disseram-me que era assim.
Disseram-me também que existia outra forma de funcionarmos igualmente
verdadeira. Vou simplesmente observar como me inclino ora para um lado,
ora para outro. Sinto raiva? Estou inseguro? O que me traz elevação? O que
me traz segurança?
De que modo cada forma de pensamento age em mim? O que estou
percebendo em relação a mim mesmo? Como estou me sentindo?"
Observem e procurem compreender tudo isso. Digam, então: "Agora que dei
a todos a oportunidade de subirem ao palco, o que é que eu quero?
Reafirmem o que vocês querem. Vocês sabem que desejam evoluir. Já
perceberam que a volta cíc1ica à dúvida faz, na verdade, parte do Plano
Divino?
Faz parte da necessidade de compreender o que os outros, que seguirão
os vossos passos, terão de enfrentar. Precisam aprender a abrir o
vosso centro da compaixão, ou o chakra do coração, que é uma das coisas
mais difíceis para vocês. Aprendam a sentir compaixão por si mesmos e
pelas outras pessoas, pois todos possuem a coragem de desapegar-se e
sentir. É muito importante observar como lidam com os acontecimentos.
Diversos eventos são trazidos até vocês para que possam observá-Ios.
Aprendam a observar o vosso comportamento e a passar mais tempo
sozinhos - mesmo à custa de se sentirem solitários. Com o passar do tempo,
irão nos agradecer muito por tê-Ios orientado a buscar um encontro mais
significativo consigo mesmos. Vocês possuem a riqueza e a maturidade que
pode conduzi-Ios à realização plena. Existe uma ordem dentro da qual
98
operam que uma parte de vocês não é capaz de enxergar. Às vezes, quando
uma das vossas partes está operando sem visão, ocorrem eventos que os
puxam para trás.
Tenham em mente que, neste novo caos de consciência, confusão,
mudança, incerteza, existe uma ordem divina. Podemos comparar esta
situação ao processo de fazer um bolo. Cada ingrediente da receita é, em si,
integral, completo e possui sentido de estrutura próprio: os ovos, a farinha, a
manteiga, o açúcar. Quando começam a misturá-Ios, tem-se a impressão de
caos. Um observador poderia dizer: "Vocês estão destruindo tudo. Vocês
destruiram esse ovo. Aonde foi parar o açúcar? Vocês estão destruindo
todos os elementos essenciais!" Este observador provavelmente desconhecia
a fórmula catalizadora mágica do calor.
No momento em que todas as estruturas individuais começam a
derreter e a fundir-se num caos aparente, denotase a presença de uma
energia catalizadora no planeta. Algo novo nascerá deste processo,
exatamente como um bolo nascedo caos provocado pela mistura de
determinados ingredientes. Muitas pessoas no planeta não percebem a
existência de uma ordem superior por trás do caos - e de que existe uma
receita sendo seguida. Cada um de vocês possui um papel específico dentro
dessa receita.

Trecho do livro: Mensageiros do Amanhecer de Marcia Marcianik

terça-feira, 4 de setembro de 2012

Regressão ou recordação de vidas passadas (RVP)



As chaves para recordar as vidas (existências passadas) são sumamente simples, devemos lembrar de tudo o que já foi dito em diversos textos deste site referentes ao Despertar da Consciência. A Chave suprema é esta: Despertar para conhecermos Quem Somos, De Onde Viemos, Para Onde Iremos e Qual É Nossa Missão Neste Mundo!

Mas existem exercícios que nos ajudam a “puxar” os dados referentes aos fatos de nossas vidas anteriores, para que possamos nos autoconhecer mais e melhor. Não é delito ou perigoso mexermos nos “Arquivos Mortos” de nossas existências anteriores. Pois existem inúmeros dados que podemos rever para descobrirmos quem realmente somos, por que estamos tendo uma determinada forma de vida hoje e o que podemos fazer para “transcender” nossos Karmas, nossos Processos de Vida, hábitos, depressões, perdas de entes queridos etc.

Os estudos e práticas gnósticos nos ajudam nesta Caminhada rumo à Transcendência de nossas vidas, caso queiramos e tenhamo Conhecimento e Força suficientes para tal.

Devemos, em primeiro lugar, recordar a famosa Lei de Retorno e Recorrência: Segundo a Gnose, nós repetimos sempre a mesma vida, a mesma mecânica, ou seja, os mesmos relacionamentos, hábitos, desejos, projetos, dramas, tragédias e comédias. O Ego retorna de existência em existência, o que muda é somente o cenário onde é representada a nossa tragicomédia, mas os atores (os eus psicológicos, nossos condicionamentos mentais) continuam sempre os mesmos.

Todos os que receberam o Conhecimento esotérico agora provavelmente já o receberam em outras existências, pois somos muito velhos, somos a humanidade que anda errante, tropeçando infelizmente há séculos, seguindo sempre os mesmos erros e defeitos
.

Existem três chaves para recordar as existências passadas. A primeira são os Exercícios de Retrospecção, a segunda são os Mantras para a RVP e a terceira é o que já mencionamos acima, o Despertar da Consciência.

A primeira chave requer a prática constante do relaxamento físico e o exercício retrospectivo de nossa vida atual. Com o exercício retrospectivo iremos regressando com nossa memória até nossas origens e, ao relaxarmos profundamente e adormecermos, nossa Consciência será levada a relembrar o passado.

O Exercício de Retrospecção é nada menos que uma “repassada” , uma “recordada” de tudo o que fizemos, por exemplo, durante o dia de hoje. Ao final da noite, acostados na cama ou sentados nela (para não pegarmos no sono facilmente), iremos rememorando os principais fatos de dia de hoje. Assim faremos todos os dias, até nos acostumarmos à Retrospecção Diária.

Depois de alguns dias de Prática, faremos o mesmo exercício, só que agora semanalmente. Ou seja, faremos a Retrospectiva Semanal, relembrando e “tomando consciência” da semana que passou. Depois de algumas semanas de prática, faremos a Retrospecção Mensal. Enfim, poderemos nos arriscar valorosamente e realizar essa Retrospecção até a data mais distante que pudermos nos recordar.

Com esse exercício, chegaremos a nos lembrar dos fatos ocorridos nos primeiros anos de nossa vida. Normalmente o estudante tem muitas dificuldades ao tentar recordar fatos ocorridos de dois anos para trás, até o nascimento propriamente. Neste momento, depois de se tentar “forçar” a memória, iremos pedir auxílio a uma Força Poderosa dentro de nós, que é nosso SER DIVINO, nossa Mãe Divina, que é nosso próprio Espírito Divino porém desdobrado como se fosse Nossa Senhora Interna, Íntima.

Todas as noites, depois desses exercícios retrospectivos, iremos nos deitar e com muita fé e devoção, pedimos e suplicamos intensamente à nossa Mãe Divina, ao Ser Divino que existe dentro de cada um de nós, que reside em nossa Alma, para que nos ajude a penetrar nos mais profundos setores de nosso Subconsciente, onde estão as lembranças mais profundas de nossa infância, até o momento, se possível de nosso parto, de nosso nascimento.