Aprenda a meditar, excelente video

MSG

Quem Somos

Somos pessoas que acreditam na liberdade de expressão, pessoas que possuem a mente aberta e que independente da raiz estelar que podemos ter vindo, acreditamos que todos somos 1, Amamos a fonte Criadora, amamos a Natureza e a viva mãe Gaia (Terra), não possuímos qualquer placa religiosa por entender que as pessoas se unem pelo amor e não pela placa, no final das contas somos meros 22 gramas nem mais nem menos, o que importa eh a luz que conseguimos irradiar.
Acreditamos sim ter nossas raízes vinda das Plêiades, mas acima disso, acreditamos no poder do infinito onde entendemos que somos mágicos e que a vida tanto na terceira dimensão como em outras eh sempre uma lição a qual vamos sempre aprender coisas novas e fazer novos amigos/irmãos.
Bem Vindos ao Blog dos Plêidianos com AMOR os Saudamos sintam-se em casa.
Luara, Graciano, Priscila e Raquel
❥✫✫✫...¸.•°*”˜˜”*°•.ƸӜƷ ...❥✫✫..¸.•°*”˜˜”*°•.ƸӜƷ ♥ ░░ ♥ ♪ღ♪ ❥✫✫✫...¸.•°*”˜˜”*°•.ƸӜƷ ...❥✫✫..¸.•°*”˜˜”*
Dica: Ouçam nossa playlist ;)


Seja Feliz !

Seja Feliz !
Seja Feliz !

domingo, 29 de julho de 2012

Os Chakras II




Como vimos AQUI, nós somos vibração. Tudo é vibração, e tudo é impermanente, pois tudo está o tempo todo em movimento. Nossa mente também está movimento, e movimento precisa de harmonia para criar eficiência. Harmonia é ritmo. Assim, afinamos nossa mente como afinamos um instrumento musical, até que ela funcione em harmonia e emita um "som afinado". Perguntem a um audiófilo como deve ser a colocação das caixas de som de um home theater. Os graves ficam melhor se estiverem embaixo, sem concorrência sonora, enquanto os médios e agudos são melhor percebidos se atingirem diretamente o ouvido (direcionados pra linha do ouvido, nem mais alto, nem mais baixo). O conjunto final é harmonioso, completo, pois o TODO (que é a sala) vai estar imerso nas mais diversas faixas sonoras, sem que uma elimine a outra (diversas frequências ocupando o mesmo lugar no espaço, que é mesmo princípio pelo qual temos sobreposto ao nosso corpo físico o corpo Etérico e o Astral).
Assim, aquele que sabe controlar a vibração pode transformar as coisas ao seu redor, ou quem sabe até criar. Toda oração é invocação ou chamado. Toda palavra/som, primeiramente influi no corpo de quem o emite, e só depois alcança seu objetivo externo. É por isso que tudo que desejamos (e pela palavra cristalizamos) para o próximo, a nós mesmos estamos desejando. De toda palavra inútil teremos que prestar conta. Nossa palavra é nossa lei.
Os mantras são palavras ou sons especiais, que se criam por meio do ritmo e da nota-chave de cada pessoa. O nosso íntimo (Atman), de acordo com nossos pensamentos e aspirações puras, pode nos dar a verdadeira pronúncia das palavras "sagradas". O poder magnético da palavra humana é conhecido pelos estudiosos do oculto. Por isso, dar nome a uma pessoa é definir sua vibração magnética exterior, é entregar seu destino a uma ou mais potências ocultas (dar nome a um filho, então, é um ato de extrema responsabilidade, pois é como dar um "selo energético" para toda aquela encarnação da pessoa).

Noções Básicas sobre os Chakras! Chakras e Nádis - Chakra é a denominação sânscrita dada aos centros de força existentes nos corpos espirituais do homem; também são chamados lótus ou rodas. Quando eles estão inativos assemelham-se a rodas; quando despertam, eles tomam a aparência de uma flor (lótus) aberta, irradiante, colorida pela freqüência da energia das pétalas.
Muita gente acha que os chakras são apenas sete, como nos diagramas, mas praticamente cada poro do corpo é correspondente a um chakra no corpo etérico (também chamado de "duplo etérico"). Esses chakras são interligados por uma vastíssima rede de canais, chamados nadis, que por sua vez estão ligados às glândulas endócrinas do corpo físico

No Mundaka Upanishaddefine-se o chakra como o local onde os nádis (que são como veias energeticas do seu corpo astral) se encontram como os raios no cubo de uma roda de carruagem". Os centros são formados pelo encontro destas linhas de força (nádis), do mesmo modo que osplexos, no corpo físico, são formados pelo encontro de nervos.

Nossa mente trabalha com as mais diversas faixas vibratórias (freqüências), até porque nosso corpo foi criado para captar e processar todas essas energias. Esses receptores são os chakras, que só são visíveis por sensitivos (pois ficam no corpo etérico). Eles captam as energias que nos circundam no etérico, astral e mental e, como um transformador, a "convertem" pra um padrão que o corpo possa assimilar.

Os nadis principais são chamados de Ida (Que vai da narina esquerda ao chakra básico. Qualidades: Frio, introspectivo, feminino, Yin) e Pingala (Que vai da narina direita ao chakra básico. É uma energia ativa, masculina, Yang), por onde descem o prana captado pela respiração (que é o meio mais normal de se abastecer de prana, mas não o único). Elas partem de um ponto entre as sobrancelhas e descem pelo corpo até o chakra básico, onde fica em estado latente a energia Kundalini.
Muito se fala sobre os perigos da ativação da Kundalini, e não sem razão. É preciso haver uma "maturidade energética" para que o corpo etérico desenvolva o canal Sushumna, que se sobrepõe à coluna vertebral e é por onde vai ascender a Kundalini. Se esse canal não estiver pronto, a energia descontrolada irá subir pelos nadis Ida e Pingala, que não foram feitos para agüentar uma energia tão forte (equivalente a ter energia de alta tensão correndo por fios caseiros) e poderá trazer seqüelas, como desarmonia, doenças, e até mesmo a loucura. Além do "corpo", é preciso equilibrar a mente, pois a ascensão da Kundalini simboliza o encontro do Céu com a Terra, a energia Creadora, sutil, Divina, que vêm do chakra Coronário (topo da cabeça), com a energia Criadora e poderosíssima da Mãe Terra: pensamento e ação em perfeita harmonia.


Representação dos canais (nadis) Pingala, Sushumna e Ida (da esq. para a dir.), com a ascensão da energia da Kundalini do chakra básico até o coronári
Claro que qualquer desequilíbrio provocará um mal. O excesso de energia sutil poderá atrapalhar o funcionamento do corpo em certas funções, o que é ruim, mas resolvível, enquanto o excesso da Kundalini irá afetar logo a mente, o que é bem mais difícil de solucionar, podendo trazer consequências danosas. É por isso que os verdadeiros Mestres não incentivam o desenvolvimento da Kundalini de forma artificial, e sim pela vivência e aprendizado, pois este é um processo natural (evoluir é o nosso destino, mas cada um a seu tempo). Na física, o espectro visível da luz é decomposto em sete cores primárias, e o que define essas cores é a sua freqüência de ondas (vibratória). A freqüência mais alta (Violeta) "vibra" com mais intensidade, ou seja, tem movimentos de onda muito mais rápidos (pois o comprimento de onda é mais curto, fazendo com que mais ondas aconteçam num menor espaço de tempo). O inverso é verdadeiro para a freqüência mais baixa (Vermelho). Sabemos que, quanto mais rápida é a velocidade das moléculas, mais sutil e sem forma (amorfa) se torna a matéria. Tomemos o gelo, por exemplo, que tem uma velocidade de moléculas mais baixa do que a água líquida, e esta, por sua vez, possui uma velocidade/freqüência mais baixa do que a das moléculas do vapor.


Na metafísica também é assim, muito embora não possamos definir em termos científicos a faixa de freqüência onde opera cada chakra simplesmente porque o mundo espiritual não é (ainda) algo que seja mensurável, seja com experimentos diretos ou indiretos.
Os chakras "decodificam" cada um uma certa freqüência de energia (e cada uma delas é necessária ao bom funcionamento do corpo), e o que os clarividentes vêem são cores, numa escala análoga a das notas musicais. Então, por exemplo, o chakra que trabalha com as energias mais densas (Muladhara) fica na parte inferior do corpo, e vibra na cor que podemos perceber como vermelho.

sábado, 21 de julho de 2012

Os Seres Elementais





• Reino Elemental

O plano físico etérico e astral também são muitíssimos habitados por criaturas que seguem uma linha de evolução paralela à humana, a linha elemental ou linha Dêvica e que, apesar de serem desconhecidas pela maior parte da humanidade, que as citam apenas como personagens de contos lendários, são reais e desempenham um papel primordial na natureza terrena.

A linha de evolução elemental tem uma estreita ligação com os elementos da natureza e com eles encontram-se em conjunção, atuando simbioticamente com os mesmos, no sentido de agregarem e potencializarem seus impulsos desenvolvimentistas. Sendo assim vemos, por exemplo, as fadas de jardim atuando frenetica e animadamente sobre todo o ser vegetal que ali se encontra, ajudando os seus crescimentos, em todos os sentidos.

Essa íntima relação com os elementos da natureza fazem de si extremamente diferentes uns dos outros o que levou a humanidade a classificá-los com diferente termos, atribuindo aos seres relacionados com o elemento terra as denominações de elfos, gnomos, duendes e trolls, aos ligados ao elemento água de ondinas, nereidas ou sereias, ao fogo, de salamandras e ao ar, de silfos, sílfides ou hamadríades. O termo fada é genérico é pode ser aplicado a qualquer uma dessas categorias (ex: fadas da terra, fadas do ar, fadas do fogo e fadas da água).

A Nova Terra



 

• A Nova Terra na Era de Aquário




Os fratres da Conscendo tem que se sintonizar com a nova era que se descortina. Uma mudança radical, do ponto de vista vibracional e evolucional, já encontra-se em curso. A guerra pelo nosso querido planeta já começou. Dois lados disputam freneticamente esse belíssimo palco evolutivo. De um ponto, os adeptos da matéria, que aproveitam seus últimos segundos na exploração do semelhante, na perpetração do mal e na satisfação de seus desejos mundanos. No oposto, situam-se os adeptos do espírito, que se postam firmes, entoando seus mantras de paz universal, ou distribuindo suas palavras de esperança no belo futuro que desponta.

Aquário é a fase de Saint Germain, o Mestre do raio violeta, da magia cerimonial, e a fase na qual a terra será introduzida na comunidade sideral, onde passará a conviver com povos irmãos de outros sistemas estelares. Mas nada vem sem sacrifício, pois o misto de personalidades que aqui se encontram, no orbe terrestre, terão ainda que se envolver em um embate divisivo, pois os que querem progredir estão sendo enormemente atrapalhados por aqueles que se fixaram irremediavelmente na matéria e fazem de tudo para manter seu 'status quo'. Portanto, antes do novo mundo, trajédias se sucederão.

Os do lado do mal, dos adeptos da matéria e do atraso, são facilmente identificáveis, na figura dos governantes belicistas, dos políticos corruptos genocidas, dos industriais destruidores da natureza, dos componentes de grupos secretos, que almejam o controle terreno egoísticamente, por meio do assassinato em massa, e assim por diante. Além desses, aqui também se fazem presentes várias civilizações extra-terrenas, de índole maligna, na figura de certos reptilianos, grays e, até mesmo, humanos.

Os do bem também se prepararam para o embate, por meio do nascimento de uma miríade de seres de evolução superior, não pertencentes primordialmente à cadeia evolutiva terrena, oriundos de outros sistemas estelares, os seres índigos e os seres cristais. Duas gerações de seres reencarnantes antecederam a vinda desses seres. São indivíduos que se reencarnam a cada dois a cinco mil anos e que aqui se encontram fisicamente para nos ajudar.

sexta-feira, 20 de julho de 2012

A importância de amar a si mesmo


AME-SE VOCÊ EH LINDO (A)




O maior milagre no mundo é este: você existe, eu existo. Existir é o maior milagre, e a meditação abre as portas para esse grande milagre.

Mas somente uma pessoa que ama a si mesma pode meditar; do contrário, você está sempre fugindo de si mesmo, evitando a si mesmo. Quem quer olhar para uma face feia e quem quer penetrar num ser feio?

Quem quer penetrar fundo em sua própria lama, em sua própria escuridão? Quem quer entrar no inferno que você julga ser? Você quer manter tudo isso coberto com belas flores e sempre fugir de si mesmo.

Por isso as pessoas estão continuamente procurando companhia. Elas não conseguem ficar com elas mesmas e querem ficar com outras. As pessoas estão procurando qualquer tipo de companhia; se elas puderem evitar a companhia delas mesmas, qualquer coisa servirá.

Elas sentarão num cinema durante três horas, assistindo algo completamente idiota; lerão um romance policial por horas, desperdiçando seu tempo. Lerão o mesmo jornal repetidamente, apenas para se manterem ocupadas; jogarão cartas e xadrez apenas para matar o tempo, como se tivessem muito tempo!

Nós não temos muito tempo, não temos tempo suficiente para nos desenvolver, para ser, para nos alegrar.

Mas este é um dos problemas básicos criados por uma educação equivocada: evite a si mesmo. As pessoas ficam sentadas em frente à TV, grudadas na poltrona durante quatro, cinco, até seis horas.

Na média, o norte-americano assiste à televisão durante cinco horas por dia, e essa doença se espalhará por todo o mundo. E o que você está vendo? E o que você está ganhando com isso? Queimando seus olhos...

Mas isso sempre foi assim; mesmo se a televisão não existisse, haveria outras coisas. O problema é o mesmo: como evitar a si mesmo? Porque a pessoa se sente muito feia. E quem a fez ficar tão feia? Seus pretensos religiosos, seus papas, seus shankaracharyas. Eles são responsáveis por distorcerem suas faces, e foram bem-sucedidos, tornaram todos feios.

Toda criança nasce bela e, então, começamos a distorcer sua beleza, mutilando-a e paralisando-a de muitas maneiras, distorcendo sua proporção, tornando-a desequilibrada. Mais cedo ou mais tarde ela fica tão desgostosa consigo mesma que aceita ficar com qualquer um. O sujeito pode procurar uma prostituta apenas para evitar a si mesmo.

Ame a si mesmo, diz Buda. E isso pode transformar todo o mundo, pode destruir todo o feio passado, pode anunciar uma nova era, pode ser o princípio de uma nova humanidade.



Osho, em "Amor, Liberdade e Solitude: Uma Nova Visão Sobre os Relacionamentos"

Leia mais: http://www.palavrasdeosho.com/2011/02/importancia-de-amar-si-mesmo.html#ixzz21Bnan4D6

OM MANI PADME HUM> DA LAMA NASCE A FLOR DE LOTUS

Saia da lama, você eh uma Flor e linda 

segunda-feira, 9 de julho de 2012

Origem Planetária - Perfil de algumas raças extraterrestres

O projeto da Your Soul





por Jo Amidon


(Atualizado em 31 de dezembro de 2005)

De toda a informação canalizada que recebi, alguns das mais úteis para a auto-compreensão tem sido origem planetária. Apesar de viver na Terra, muitos de nós originados em outros planetas, em outras partes do Universo. É por isso que muitos de nós sente-se "fora do lugar" ou como se nós pertencemos a outro lugar. É por isso que muitos olham para as estrelas à noite, e sentem vontade de ir para casa sem saber onde a casa é. Muitos têm problemas em aceitar, ou acreditar ensinamentos da Terra padrão, sabendo que há mais da vida, mas sem saber o quê.

Havia doze grupos originais de planetas, ou sistemas de estrelas, que foram criados para os espíritos para ir ter experiências físicas. Cada um desses doze grupos de planetas foram criados por grupos de espíritos (almas-grupo) ou deuses criadores, sob a direção da Força de Deus, Criador ou Prime. Portanto, estes criadores eram espírito de energias semelhantes e com freqüência. Embora você possa ter tido vidas em muitos planetas, e muitas realidades diferentes, o primeiro planeta em que você foi físico deixa uma impressão duradoura sobre seu espírito. Esta é a sua origem planetária.


Muito pode ser aprendido sobre uma de determinada origem planetária da essência do espírito interior. Compreender as qualidades que se manifestam na Terra por aqueles de várias origens planetárias pode ser muito útil na compreensão de si mesmo e aos outros. Os relacionamentos podem ser entendidos mais profundamente quando você entende as várias energias e tipos de personalidade que manifestam no plano da Terra da realidade. Ao compreender a energia que você traz para esta realidade, você pode começar a compreender a si mesmo e a outras reações e respostas emocionais, e usar isto como uma ferramenta para trabalhar em conjunto, melhorar a comunicação e formas de relacionamento em vez de tentar alterar ou controlar a si mesmo ou aos outros .


Origem planetária não tem nada a ver com a data de astrologia, ou lugar de nascimento, idade, sexo ou qualquer outra coisa. Ela é baseada em seu histórico da encarnação como espírito. Enquanto as ferramentas da Terra, tais como Astrologia, Numerologia e mudança com cada vida, sua origem planetária permanece a mesma através de todas as suas existências. Há alguns que têm tido numerosas vidas em outros planetas após a sua origem e devido a isso pode ter o que é chamado de origem secundária planetária. Isso não muda a origem primária do planeta, mas acrescenta outros aspectos do ser espiritual geral.


               Como usar esta informação:

Tenha em mente que a origem planetária é o seu começo nível, mais profundo do que você é, desde quando seu espírito começou a desenvolver-se. O problema mais comum com a leitura da auto-consciência em trabalhadores da luz, é o de ter uma forte ligação e conhecimento de trabalho com um determinado grupo planetário, como os Pleiadeanos, Arcturianos, Sirianos, por exemplo. Quem já trabalhou com estes grupos em sua mais recente "vida terrena off" e desenvolveram estreitas ligações com esses grupos, estão muitas vezes a trabalhar com estes grupos. Esta é mais uma 'que você está se tornando "do que um" quem é você / onde você vem ". Quem é você agora é uma mistura de onde você veio, o que o passado e o presente trouxeram para fora em você, e onde você pretende ir a partir daqui. Origem dos planetas é a base do que somos, como chegamos a ser quem somos e onde estamos agora, e como lidamos com as coisas que se desenvolvem para nós aprender durante esta vida. É um nível muito profundo de auto-compreensão, e só é feito para ser usado como uma ferramenta para aprender e crescer e avançar para o que está próximo e melhor para você, em um nível pessoal. Nunca é algo que deve ser anexado tão a sério que você não posse seguir em frente e crescer: Use-o como um passo na auto-compreensão, de modo que você possa colocá-lo em conjunto com todas as peças de quem você é a tornar-se tudo que você pode ser.
Amor e Bênçãos,
Jo Amidon
Tenha em mente que a origem planetária é o seu começo nível, mais profundo do que você é, desde quando seu espírito começou a desenvolver-se. O problema mais comum com a leitura da auto-consciência em trabalhadores da luz, é o de ter uma forte ligação e conhecimento de trabalho com um determinado grupo planetário, como os Pleiadeanos, Arcturianos, Sirianos, por exemplo. Quem já trabalhou com estes grupos em sua mais recente "vida terrena off" e desenvolveram estreitas ligações com esses grupos, estão muitas vezes a trabalhar com estes grupos. Esta é mais uma 'que você está se tornando "do que um" quem é você / onde você vem ". Quem é você agora é uma mistura de onde você veio, o que o passado e o presente trouxeram para fora em você, e onde você pretende ir a partir daqui. Origem dos planetas é a base do que somos, como chegamos a ser quem somos e onde estamos agora, e como lidamos com as coisas que se desenvolvem para nós aprender durante esta vida. É um nível muito profundo de auto-compreensão, e só é feito para ser usado como uma ferramenta para aprender e crescer e avançar para o que está próximo e melhor para você, em um nível pessoal. Nunca é algo que deve ser anexado tão a sério que você não posse seguir em frente e crescer: Use-o como um passo na auto-compreensão, de modo que você possa colocá-lo em conjunto com todas as peças de quem você é a tornar-se tudo que você pode ser.


Amor e Bênçãos,


Jo Amidon



Tenha em mente que a origem planetária é o seu começo nível, mais profundo do que você é, desde quando seu espírito começou a desenvolver-se. O problema mais comum com a leitura da auto-consciência em trabalhadores da luz, é o de ter uma forte ligação e conhecimento de trabalho com um determinado grupo planetário, como os Pleiadeanos, Arcturianos, Sirianos, por exemplo. Quem já trabalhou com estes grupos em sua mais recente "vida terrena off" e desenvolveram estreitas ligações com esses grupos, estão muitas vezes a trabalhar com estes grupos. Esta é mais uma 'que você está se tornando "do que um" quem é você / onde você vem ". Quem é você agora é uma mistura de onde você veio, o que o passado e o presente trouxeram para fora em você, e onde você pretende ir a partir daqui. Origem dos planetas é a base do que somos, como chegamos a ser quem somos e onde estamos agora, e como lidamos com as coisas que se desenvolvem para nós aprender durante esta vida. É um nível muito profundo de auto-compreensão, e só é feito para ser usado como uma ferramenta para aprender e crescer e avançar para o que está próximo e melhor para você, em um nível pessoal. Nunca é algo que deve ser anexado tão a sério que você não posse seguir em frente e crescer: Use-o como um passo na auto-compreensão, de modo que você possa colocá-lo em conjunto com todas as peças de quem você é a tornar-se tudo que você pode ser.


Amor e Bênçãos,


Jo Amidon

ANDROMEDANOS


Aqueles com uma origem planetária de Andromeda buscam a liberdade. Há uma profunda sede interior e unidade que os leva a procurar por esse sentimento de liberdade. Eles podem mudar de emprego, lares e relacionamentos em sua busca. Em algum momento, eles vão perceber que a liberdade que procuram, e os sentimentos que muitas vezes têm de ser preso não são devido às suas circunstâncias reais. A verdadeira liberdade que procuram só vem de dentro.Apenas pode ser encontrada através do desenvolvimento de amor próprio, e do interior espiritual. Andrômedanos maduros já perceberam isso e trabalham com esse conhecimento para criar uma realidade que permite a essas necessidades a ser honrado enquanto continua a crescer em outras áreas.

Andromedanos devem trabalhar com questões de auto-confiança e amor. Essas áreas podem ser óbvias em sua necessidade para o desenvolvimento, ou podem ser disfarçados. Quando o amor próprio e confiança são desenvolvidas, a conectividade e liberdade espiritual interior serão encontradas dentro ... onde sempre foi, se a confiança e fé em si estavam presentes para permitir que ele seja visto. Como este se desenvolve, a conexão entre si e Deus torna-se forte.Isso permite que memórias de vidas passadas fluam, e muitos talentos velhos começam a despertar para ser usado novamente. Andromedanos descobrem que têm muito a oferecer aos outros em um caminho espiritual e tornar-se conhecido como professores e curadores.

Andromedans desfrutam de viagens e gostam de experimentar vários tipos de realidades. Eles gostam de emoção, atividade e variedade. Eles podem ter desejos mais cedo para visitar as casas de vidas passadas, mostrados como desejos de visitar certos lugares ou de voltar a certas áreas ou períodos de tempo sem entender o porquê. Eles podem desfrutar de condução rápida, ou voando em aviões, como este estimula as memórias subconscientes de 'casa'.Andromedans tendem a criar dramáticos cenários de aprendizagem para si próprios, devido à sua tendência a ser auto-crítico e não se levam a sério. Através da aprendizagem de "perceber" menores oportunidades de crescimento e lições, eles vão começar a evitar a criação de maiores dramas.

A tendência de Andrômeda de ser auto-crítico pode levá-los a esperar que os outros para ser crítico deles. Eles são muitas vezes surpreendidos ao descobrir o quão bem elas são queridas pelos outros! Externamente, Andrômeda muitos estão confiantes, capazes, e saída com habilidades bem desenvolvidas para se comunicar com os outros. Eles são muito bons em manter os medos interiores, dúvidas e inseguranças por dentro e por apresentar uma estrutura muito diferente "cara" para o mundo exterior. Eles podem ser bem adequada para ensino de cuidados de saúde, ou carreiras que envolvam viagens. Alguns aprendem a combinar a atração para o drama com a escrita ou agir e de se expressar dessa maneira.

Andromedans tem cura e habilidades de comunicação que muitas vezes são sentidas na infância. Estes são muitas vezes ignorados ou desencorajado por membros da família, e deve ser recuperada posteriormente. Andromedans são sensíveis, pessoas que cuidam que têm muita compaixão e capacidade de colocar-se em outra posição e de uma verdadeira empatia. Há um desejo de trabalhar com a cura das dores físicas, emocionais ou psíquicas da humanidade.

SIRIANOS


Aqueles que têm como Sirius sua origem planetária são muito focados, muito determinados e definidos em qualquer caminho que eles estão em um determinado momento. É muito difícil mudar a mente de um de Siriano, mas depois de terem se convencido de que um "caminho novo" é mais adequada, tornam-se totalmente focado no novo, e liberar o velho rapidamente. Sirianos têm fortes convicções, ideais e integridade pessoal.

quarta-feira, 4 de julho de 2012

O CAMINHO DO MEIO



Antes de alcançar o dourado caminho do meio, geralmente, o ser humano percorre os caminhos dos extremos, e fica perdido e reprimido. Ora vive apenas os prazeres da vida material, se esquecendo da vida espiritual. Ora se reprime, evitando as alegrias saudáveis da vida, pensando que seguir um caminho espiritual é ser sério e rígido.

O Yoga gosta de ensinar através de contos, pois é mais fácil assimilar os ensinamentos.

Reflita, então sobre esse conto:

“Era uma vez um jovem que visitou um grande sábio para perguntar-lhe como é que deveria viver para adquirir a sabedoria. O ancião, ao invés de responder, propôs um desafio:

- Vou encher uma colher de azeite e você vai percorrer todos os cantos deste lugar, mas não deixe derramar uma gota sequer. Após ter concordado, o jovem saiu com a colher na mão andando com passos pequenos, olhando fixamente para ela e segurando-a com muita firmeza. Ao voltar, orgulhoso por ter conseguido cumprir a tarefa, mostrou a colher ao ancião, que perguntou:

- Você viu as belíssimas árvores que havia no caminho? Sentiu os aromas das flores maravilhosas do jardim? Escutou o canto dos pássaros:
Sem entender muito o porquê disso tudo, o jovem respondeu que não, e o ancião disse:

- Assim você nunca encontrará sabedoria na vida; vivendo apenas para cumprir suas obrigações sem usufruir das maravilhas do mundo. Assim nunca será sábio.
Em seguida, pediu para o jovem repetir a tarefa, mas desta vez observando tudo pelo caminho. E lá foi o rapaz com a colher na mão, olhando e se encantando com tudo. Esqueceu da colher e passou a observar as árvores, cheirar as flores e ouvir os pássaros. Ao voltar, o ancião perguntou se ele viu tudo e o jovem extasiado disse que sim. O velho sábio pediu para ver a colher e o jovem percebeu que tinha derramado todo o conteúdo pelo caminho.
E o ancião disse: 

- Assim você nunca encontrará sabedoria na vida, vivendo para as alegrias do mundo sem cumprir suas obrigações. Assim nunca será sábio.
Para alcançar a sabedoria, terá que cumprir suas obrigações sem perder a alegria de viver. Somente assim conhecerá a verdadeira sabedoria.”

Contemple como tem sido sua atitude perante à vida:

Você é perfeccionista? 

Está sempre se julgando, se cobrando e também julgando e criticando os outros?

Você está sempre ocupado, preocupado com o trabalho, sem achar um tempo para seu lazer? 

Vive apressado, ansioso, com muitas tarefas? 

Ou você priorizou seu tempo para dar uma caminhada, para praticar hatha yoga, para relaxar, para praticar um exercício físico saudável? 

Quando você caminha na rua, você percebe a beleza das árvores, a arquitetura bonita das casas e edifícios? Ou está sempre voltado para si mesmo, egoisticamente pensando apenas em seus problemas?

Você leva suas preocupações do trabalho para casa, ou consegue separar os vários momentos de sua vida? 

Sabe equilibrar seus deveres e lazer? 

Vive apenas voltado para a vida mundana, para atividades fúteis, esquecendo de suas obrigações?

Pensa apenas nos prazeres dos sentidos e deixa que eles o dominem com vícios prejudiciais? 

Ou tem o autodomínio de escolher os prazeres benéficos, vivendo com moderação sem vícios? 

Lembra de Deus em sua vida diária?

O sábio livro budista Dhammapada, A Senda da Virtude, diz:

Cap.XX. Do Caminho:
Sloka (estrofe)280: 

Aquele que, quando é tempo de levantar-se, não se levanta,
Jovem, forte, dado à ociosidade.
Indolente, fraco em pensamento e vontade,
Este preguiçoso o caminho da sabedoria não encontra.

281: Vigiando sua fala, na mente bem controlada,
Que ele não faça nada insalutar por meio de seu corpo;
Que ele purifique estas três vias de ação,
E atinja o Caminho pelo santo homem ensinado.

Praticar a Contemplação (Dharana, em sânscrito) é uma maneira de se autoconhecer, de perceber seus erros e corrigi-los, sem se culpar. É uma maneira também de reconhecer suas qualidades e se valorizar.

É muito importante entender o paradoxo do Yoga e vivenciá-lo em sua vida:



Ser responsável e ter a leveza de espírito.
Ser firme e flexível.
Ter disciplina e determinação, com alegria e entusiasmo.

Ser forte como um aço e ao mesmo tempo suave como a manteiga.
Equilibrar a vida material e a vida espiritual.

Procure aplicar esses ensinamentos em sua vida e alcance o dourado caminho do meio. Fique em paz! 

Namastê! Deus em mim saúda Deus em você!